Práticas sustentáveis que podem ajudar no faturamento e crescimento da sua empresa

Práticas sustentáveis que podem ajudar no faturamento e crescimento da sua empresa

8 de outubro de 2019 / noticias / Comments (0)

Como anda a sustentabilidade na sua empresa? Você conhece os impactos negativos que a falta de sustentabilidade pode causar em seu negócio?
Se não, está na hora de inserir práticas sustentáveis ao cotidiano da sua empresa. Não sabe por onde começar? Não se preocupe! Colocamos 8 práticas que podem ser adotadas para o alcance da sustentabilidade em sua empresa. Veja:

 

1. Faça manutenção nos equipamentos de refrigeração do seu estabelecimento
Uma borracha de geladeira (vedação) danificada aumenta o valor da conta mensal de eletricidade. Dê preferência a equipamentos elétricos de eficiência energética garantida pelo selo Procel do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). O selo classifica eletrodomésticos de “A” a “G”, sendo “A” os aparelhos mais eficientes.

 

2. Reutilize embalagens de produtos de forma criativa
Algumas embalagens – plásticas, papel, papelão e madeira – podem ser reutilizadas para expor produtos, como peças decorativas ou até mesmo na organização de estoques.

 

3. Promova o comércio local
Procure fornecedores nos arredores da loja. Você estimula a economia local e diminui os impactos do transporte, ao reduzir custos com frentes distantes e a emissão de gases do efeito estufa na atmosfera, derivados da queima prolongada de combustíveis fósseis.

 

4. Aproveite a água das chuvas para irrigação de jardins e limpeza de áreas externas
Economize água potável – um bem precioso para o planeta.

 

5. Adapte as ideias ao modelo de negócios
Adote medidas que promovem o lucro da organização e propiciem o desenvolvimento de toda a sociedade de forma ética.
Muitas empresas encaram a aplicação da sustentabilidade empresarial como uma jogada de marketing. No entanto, seu conceito é muito mais amplo e resulta em uma importante vantagem competitiva a quem a aplica. No próprio modelo de negócios, é possível estabelecer algumas ações, como:
 desenvolvimento de inclusão social na comunidade;
 reciclagem;
 uso consciente dos recursos naturais;
 implementação de sistemas de tratamento e reaproveitamento da água;
 respeito à diversidade cultural;
 reciclagem;
 não poluição do solo com produtos químicos;
 reutilização de matéria-prima;
 descarte de esgoto e resíduos de forma correta, entre outros.

 

6. Implemente soluções ecológicas na empresa
Para que um negócio seja considerado sustentável, ele deve percorrer um caminho que certamente demandará esforços e investimentos, uma vez que depende de boas estratégias e do comprometimento de todos os setores para a melhoria efetiva dos processos.
Além do aspecto financeiro, a empresa passa a lucrar muito mais quando adota práticas sustentáveis como, por exemplo, o reaproveitamento dos resíduos sólidos no próprio sistema produtivo da empresa ou ainda a venda de insumos, como plásticos, alumínio e vidro, para reciclagem.
Ao implementar soluções ecológicas na empresa, é preciso seguir alguns princípios:
 identificar o que deve ser realizado, assegurando o comprometimento de todos os envolvidos e definindo a política ambiental;
 elaborar um plano de ação voltado ao atendimento dos requisitos da política ambiental;
 realizar avaliações que possam identificar as não conformidades ambientais da empresa;
 revisar e aperfeiçoar a política ambiental, os objetivos e metas e as ações implementadas para assegurar a melhoria contínua do desempenho ambiental da empresa.
Ao adotar soluções ecológicas, é possível observar uma redução significativa dos riscos de acidentes ecológicos e a melhoria na administração dos recursos energéticos, materiais e humanos. Além disso, há o fortalecimento da imagem da empresa junto à comunidade, bem como diante de clientes, fornecedores, stakeholders e demais envolvidos.

 

7. Reduza de forma significativa a papelada e a burocracia
A utilização de papel representa gastos com impressões, despesas com materiais de escritório e podem comprometer mais de 20% do faturamento, prejuízo silencioso que pode impedir o crescimento da empresa. Além dos impactos financeiros, funcionários acabam perdendo muito tempo procurando papéis extraviados ou perdidos, além de haver aqueles que — mesmo depois de arquivados — dificilmente serão consultados novamente.
Mas qual a solução? A certificação digital vem sendo uma excelente alternativa para a redução do consumo de papéis. Isso porque a tecnologia permite que inúmeros processos sejam realizados no ambiente eletrônico com validade jurídica. Ao assinar digitalmente o documento eletrônico, o usuário elimina a necessidade de impressão, compra, manuseio, deslocamento para a assinatura presencial e armazenamento do papel.
Assim, a certificação digital garante ao usuário a autenticidade, integridade, confiabilidade e não repúdio das informações trafegadas.
O certificado digital é a maneira mais segura de transmitir informações para um terceiro, seja ele uma pessoa física, seja ele algum órgão de fiscalização do governo. Os códigos são protegidos com tecnologia de criptografia, garantindo a autenticidade e, principalmente, a confidencialidade das informações guardadas por eles.

 

8. Contribua para projetos sociais relacionados
O modelo de sustentabilidade empresarial é uma nova forma de fazer negócios, que tem como princípio inserir as empresas em um novo papel diante da sociedade. Hoje, com a ideia de sustentabilidade empresarial, as empresas querem associar suas marcas e projetos a iniciativas e parcerias com ONGs, ou utilizando ISOs ou outras certificações. Por outro lado, gestores recebem uma avalanche de informações, banalizando a adoção de práticas e políticas de responsabilidade social e processos de gestão.
No entanto, o conceito de sustentabilidade empresarial não deve consistir apenas em mostrar que a empresa é “socialmente responsável”. É preciso aplicar tais ações ao dia a dia e tornar o modelo de negócios focado na responsabilidade social empresarial.
A sustentabilidade empresarial deve ser encarada como um investimento de longo prazo, em que as ações aplicadas no curto prazo são revertidas em resultados e oferecem à empresa não apenas o crescimento econômico, mas também o progresso social e ambiental.

 

Gostou do post? Então compartilha nas redes sociais ou clique aqui e tenha acesso a mais conteúdos relevantes.

Tags: , ,